Café em forma de arte

Cultura

Se você olhou a imagem deste post e pensou que trata-se de artesanato feito com couro, enganou-se. Como sempre, o assunto de ordem aqui é café. A partir de agora teremos um espaço para divulgar o trabalho de pessoas que utilizam o café como arte. E, confesso, há objetos super interessantes e muita gente boa produzindo arte com o café como matéria prima.

………………………………

Assim que se aposentou, a funcionária pública mineira Junia Diniz Lopes foi morar no Espírito Santo. O artesanato tornou-se a nova atividade exercida por ela.  Na ocasião, Junia bordava, mas com uma amiga aprendeu a técnica de aplicação de filtro de café em objetos.

O marido sempre consumiu bastante a bebida. Com o tempo, ela percebeu que o filtro de papel utilizado em casa ficava com uma tonalidade semelhante ao couro. A partir daí, passou a reutilizar o filtro e a borra do café em trabalhos artesanais.

A borra do café é utilizada para texturizar desenhos, como você pode observar os elefantes na tampa da caixa na imagem.

Com o aumento da produção, Junia conta agora com a comunidade, pois o material que utilizava em casa não dava para todas as encomendas. Assim, ela convenceu vizinhos e amigos a trocar o coador de pano pelo filtro de papel e doá-lo para ela após a utilização, ainda com a borra do café.

Em meio a todo o trabalho, Junia ainda desenvolve um projeto social, pois para pessoas de baixo poder aquisitivo ela doa os filtros de papel, o pó e as capacita para o processo da secagem do filtro, que antecede à produção . A intenção da artesã é arranjar parceiros para doarem filtros de papel e pó de café para pessoas carentes.

Hoje, ela e a amiga são sócias e trabalham juntas num atelier produzindo diversas peças como caixas, agendas, bolsas, porta retratos, entre outros objetos.

………………………………

Se você conhece o trabalho de algum artesão que também utiliza o café como arte, tire foto, conte a história e mande para que eu possa divulgar aqui no Mexido de Ideias. Tem muito artista que não tem o trabalho conhecido por falta de oportunidade. Que eu possa então, aqui, criar este espaço.

Escrito por Mexido de Ideias em Cultura