Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Você pode saber mais sobre isso em nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

CONTINUAR E FECHAR
Oferecido por

Eggnog

Pode parecer contradição falar de uma bebida pouco popular nas mesas brasileiras e recomendada para os dias bem frios. Mesmo assim achei interessante citar esta receita, que está em todos os filmes norte-americanos que celebram as festas de fim de ano. Papai Noel e neve são personagens presentes em seriados e filmes, mesmo quando estamos sofrendo com o calor tropical de nosso Natal. Foi pensando nisso que decidi falar sobre a bebida que é apresentada de forma equivocada como “gemada” para os brasileiros. Essa analogia não poderia ser pior. O Eggnog tem uma consistência líquida e muitas vezes acompanhada de álcool, bem diferente da nossa gemada.

Apesar de ser popular nos EUA e Canadá, acredita-se que a receita tenha suas origens na Europa em forma de ponche, que utilizava ovo como ingrediente. Provavelmente o vinho usado na Europa pode ter sido trocado por rum ao chegar à América, reforçando a teoria de alguns etimologistas de que o nome se originou de “Egg and Grog”. Outros dizem que o nome da receita surgiu do termo “Noggin”, referência ao copo usado. Seja qual for sua origem, seu antepassado sobreviveu na Inglaterra como o coquetel Egg Flip.


Essa bebida era exclusividade dos abastados, já que conseguir leite para misturar com ovos era algo difícil para os mais pobres. O drink era finalizado com alguma bebida alcoólica. Na América colonial do século 18 esses ingredientes eram acessíveis, bem como o rum. A partir de 1960 ele começou a ser servido em versões servidas frias e sem álcool.

A versão moderna do eggnog compreende na mistura de leite e/ou creme de leite com açúcar, ovo cru e especiarias (como noz moscada e canela). Ele pode ser encontrado pronto nos supermercado norte-americanos durante os meses frios nas duas versões: com e sem álcool. Apesar desta facilidade, muitos tradicionalistas preferem fazer seu próprio Eggnog em casa, já que o uso dos ovos foi reduzido ou até eliminado de muitos produtos comerciais por exigência das autoridades de saúde.

Minha nora sempre prepara essa bebida nas comemorações de Natal e meu filho a coloca na família dos milkshake. Considerando que ela se dispôs a tantas variações durante séculos, preparei minha receita mais que tupiniquim: com café e cachaça. Adorei! Querem me acompanhar?

Ingredientes

  • 3 gemas de ovos
  • 3 claras em neve
  • ½ xícara de açúcar
  • 3 copos de leite
  • 1 xícara de café frio
  • 1 cálice de rum ou cachaça envelhecida
  • 1 pitada de sal
  • Noz moscada moída na hora para salpicar antes de servir

Modo de Preparo

Bata bem as gemas com açúcar e leve ao banho-maria para cozinhar, mexendo sempre.

Quando estiverem cozidas, acrescente o café, o rum ou cachaça, o sal. Por fim, as claras em neve quando a mistura já estiver fria.

Coloque numa jarra e acrescente o leite e coloque na geladeira. Sirva com noz moscada moída na hora.

Dica:
1 - Deixe pronto na geladeira com antecedência. Na hora de servir bata no liquidificador.
Nunca coloque as claras em neve na mistura ainda quente.

Bebidas

Submarino instantâneo

Bebidas

Frapé com amareto

Bebidas

Shot de Cappuccino

2 respostas para “Eggnog”

  1. ride disse:

    gosto muito de EGGNOG; fora da época do Natal o eggnog some das prateleiras dos supermercados, ainda que estivesse muito frio; sou uma apaixonada por essa bebida. Eu comprava sempre no STEW LEONARD no USA. Vou experimentar essa receita.

Deixe uma resposta para ride Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *