Por que água acompanha o café?

Barista

O ritual é sempre o mesmo. “Um café, por favor!” e lá ele surge acompanhado geralmente por um biscoitinho e um copinho de água. Ela pode ser gasosa ou não, mas está sempre lá. Com o objetivo de oferecer um cuidado extra para seus clientes, as cafeterias fizeram do capricho um hábito. Agora, não importa a hora, o trio aparece na maioria das vezes. Muitos adoram o cuidado, outros nem tanto. É o caso do barista carioca Leo Moço, que afirma em um post de seu blog Café do Moço que o uso desses elementos tira de foco a estrela da vez: o café. Polêmico, mas com bons argumentos, a discussão segue dividindo opiniões.

O casamento entre água e café é primordial desde sua composição como bebida. Um não existiria sem o outro. Dentro do café ou o acompanhando, o papel da água está ganhando mais força com a popularização dos cafés gourmets e especiais no mercado. A revista Espresso, por exemplo, fez uma matéria bem interessante sobre a harmonização entre diferentes tipos de água e o café. Harmonização de água? Sim, ela existe e recomendo.

Eu, como mineira e fã de café, adoro o mimo das cafeterias. Como especialista, sei que o uso da água gasosa serve para limpar e ativar as papilas gustativas. A água sem gás começou a ser servida em vários estabelecimentos depois de muitos prejuízos em dias de pouco movimento. Comerciantes perdiam quase toda a garrafa por não conseguir servi-la antes que o gás se fosse.

Com ou sem gás, seu papel é importante para deixar a cavidade bucal pronta para valorizar ao máximo os sabores singulares de um café especial.Já o biscoitinho serve para depois que se toma o café para incrementar ainda mais o sabor deixado pela bebida.

Minha sugestão é que você experimente com e sem a água/biscoito e veja o que prefere. O importante no mundo da gastronomia é aquilo que te agrada. Não existe o certo ou errado, nem o bom ou ruim. O que importa é o que é certo e bom para você. Faça o teste e depois me conte o que preferiu.

Escrito por Patrícia Nasser em Barista