A história do chá gelado

Cafés pelo Mundo

Apesar de o chá ter sua origem milenar nos países asiáticos, a invenção da versão gelada dessa bebida tem uma história bem mais moderna. Você sabia, por exemplo, que essa iguaria surgiu nos Estados Unidos? Foi no século XVIII, no estado da Carolina do Sul.

A história do chá gelado

Na época, essa era a única colônia americana com plantações de chá para fins comerciais. Tão logo a bebida se popularizou, começaram a surgir as versões geladas. O curioso é que as primeiras receitas eram feitas com chá verde (e não com o preto, muito mais comum hoje nos Estados Unidos) e eram acrescentadas em bebidas alcoólicas.

Segundo o site da marca americana Revolution Tea, as primeiras receitas parecidas com as que conhecemos hoje surgiram a partir de 1879. Ainda com chá verde, a infusão era feita, resfriada em temperatura ambiente e, em seguida, recebia os cubos de gelo e açúcar.

Mas a história mais famosa do surgimento do chá gelado é de junho de 1904, em St. Louis. Durante uma feira comercial, o inglês Richard Blechynden representava as fazendas de chá da Índia. A intenção era apresentar uma opção concorrente às folhas da China, que dominavam o mercado americano. Porém, uma onda de calor assolou a cidade no dia, o que fez desaparecer as pessoas da fila de degustação.

Ao enxergar um stand de uma empresa de entrega de gelo delivery, ele teve a ideia de comprar alguns blocos e colocar toda a equipe para quebrá-los e incluir pedaços nos copos. Em seguida, serviu a infusão de chá preto neles. O sucesso foi instantâneo, e a Índia conquistou um lugar no mercado de chás nos Estados Unidos.

Hoje, 85% dos chás consumidos por lá são servidos gelados. E, para homenagear a ideia de Blechynden, o dia 10 de junho se transformou no Iced Tea Day – quando várias lojas servem a bebida de graça para seus clientes.

E você, é fã dos chás gelados? Aqui no Mexido de Ideias nós já publicamos algumas receitas para você tentar em casa, como o clássico Long Island e uma versão com suco de pêssego. Experimente!

Por: Marina Oliveira

Escrito por Mexido de Ideias em Cafés pelo Mundo