Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Você pode saber mais sobre isso em nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

CONTINUAR E FECHAR
Oferecido por

Café, Nerds e Interney na Campus Party

Acompanhe a aventura do Mexido de Ideias no maior evento de tecnologia e internet, a Campus Party. Não perca também a entrevista com o Interney.

Foi entre palestras que explicavam o mais novo software livre e o nascimento de estrelas que eu continuava em minha missão: descobrir a importância do café na cultura nerd. Antes mesmo de conversar com as pessoas no primeiro dia, fiz um tour pelo recinto e encontrei de tudo um pouco. Ao longo do caminho, vi as mais loucas CPUs, pessoas cansadas, palestras lotadas e bastante vídeo-game. Parte disso eu dividi com os seguidores do Mexido de Ideias no twitter (@mexidodeideias) em tempo real. Se você não acompanhou, vale a pena xeretar nosso álbum do facebook aqui.

Como já disse no post Campus Party e o café com Samantha Shiraishi, não encontrei somente pessoas totalmente ligadas ao meio tecnológico. Conversei com o Davi Strauss, que é professor de inglês (e nerd nas horas vagas), e adora café! “Bebo cerca de 1 litro de café coado toda manhã para acordar”, conta. Ele foi ao evento para aprender mais sobre softwares livres e desenvolvimento e, coincidentemente, vestia uma camiseta que declara seu amor à bebida – Powered by Caffeine (Ligado pela cafeína). Não resisti e tirei uma foto como você pode ver ao lado.


Porém, foi durante uma conversa com o Edney Souza (conhecido na rede como Interney) que entendi de fato qual é o papel do café para pessoas que trabalham neste meio. Imaginem enfrentar um expediente de 40 horas seguidas para cumprir um prazo? Foi isso que o Interney contou que já enfrentou com a ajuda do cafezinho. Isso é bastante comum para quem trabalha em agências e não é novidade para a maioria dos campuseiros (nome dado às pessoas que foram à Campus Party). Deve ser realmente duro ter que pensar/criar quando suas pálpebras pesam uma tonelada.

Ele também contou que o café é bastante popular em reuniões empresariais. “Eu não gosto de fazer almoço de negócios. Não gosto, porque tem que comer e falar ao mesmo tempo (…) o almoço é o momento de break no meio dia”, explica. Curioso em saber como foi esta conversa? Clique no play abaixo e confira a rápida conversa que tive com o guru da internet.

Entrevista com Interney

Bebidas

Café Amaretto

Receitas

Brigadeiro Recheado com Creme de Avelã e Café

Receitas

Bolo Formigueiro com Glacê de Café

5.091 respostas para “Café, Nerds e Interney na Campus Party”

  1. Mari Pereira disse:

    Adorei o post! E a camiseta dele é demais =D

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *