Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Você pode saber mais sobre isso em nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

CONTINUAR E FECHAR
Oferecido por

O cafezinho da mamãe

É pelo cheirinho de café bem no início do dia que tenho boas recordações de quando era criança. Na época, estudava no período da manhã e, por isso, o dia começava super cedo.

É pelo cheirinho de café bem no início do dia que tenho boas recordações de quando era criança. Na época, estudava no período da manhã e, por isso, o dia começava super cedo. Eu tinha 9 anos e o sinal batia às 7h em ponto, portanto, 5:50h da matina o ritual começava. Como toda criança, detestava acordar tão cedo, mas eu não tinha escolha.

Minha mãe dedicada levantava sempre mais cedo para colocar a mesa e fazer um checklist final em minha mochila e da minha irmã. Algumas ocasiões, eu já estava acordada e escutava com preguiça a movimentação lá na cozinha. Outra vezes, era o cheirinho de café de denunciava o começo de mais uma jornada. Lá do meu quarto eu o sentia, meu despertador natural.

Lentamente caminhava para a cozinha e começava a acordar à medida que tomava o cafezinho e mastigava com calma meu pão com manteiga. Sim, tomo café desde pequena e nunca tive nenhum problema de saúde por isso. Este ritual tinha que ser calmo, pois o resto do dia não me permitiria a tão merecida paz. Sigo esta rotina até os dias de hoje e assumo diante de vocês o compromisso de marcar as memórias de meus filhos com o mesmo cheirinho.

Este tipo de lembrança se aflora com mais força neste dia dedicado somente à ela: minha mãe, Vera. Agradeço aquele silêncio matinal que era sempre velado pelo olhar carinhoso dela. Neste dia das mães, farei diferente, vou celebrar os bons tempos à mesa com um lindo café da manhã.

O cardápio será um pouco variado. Vou preparar o café na Prensa Francesa para impressionar, pois ela adora o café coado e não tem contato com métodos diferentes de preparo de café. Para comer pensei em duas opções de bolo: Bolos de Café e Nozes e um Bolo Pé de Moleque. Sem contar que vou enfeitar a mesa com frutas frescas e flores, pois ela adora! Para finalizar com classe, macarons de café. Acredito que a simplicidade de meu presente o tornará ainda mais especial.

E você? Como pretende surpreender sua mãe? Conte para nós!

Bebidas

Café Amaretto

Receitas

Brigadeiro Recheado com Creme de Avelã e Café

Receitas

Bolo Formigueiro com Glacê de Café

5.091 respostas para “O cafezinho da mamãe”

  1. Marcia G disse:

    Olá,
    Sou uma amante de café e estou a procura pela internet da receita de como se fazer o legítimo café goiano. Calma, vou explicar, sou carioca criada em Brasília, fui fazer faculdade em Goiânia e lá que fui apresentada a uma paixão: o café!!! Vim embora e não aprendi como fazê-lo
    Nunca aprendi como eles fazem aquele café maravilhoso, sei que fervem tudo (pó + açúcar) e coam no coador de pano. Confesso que fiquei apaixonada e nunca consegui achar a receita, tenho procurado nos sites relacionados a café, mas dentre várias receitas nunca encontrei uma de como fazer esse café.
    Você poderia me socorrer? Preciso matar essa vontade, rs

  2. kellystein disse:

    Olá Marcia!
    Também fiquei muito curiosa depois de ler o seu comentário e comecei uma busca intensa para descobrir como faz o café goiano. Depois de falar com alguns amigos que moram lá, descobri que não há muito segredo. O pó do café tradicional de lá tem a torra bem escura, ou seja, ele é bem amargo. Os consumidores de lá gostam de compensar este sabor com bastante açúcar.Estas foram as informações que consegui, mas tenho certeza que cada um tem o seu jeitinho especial de preparar café em Goiânia.

    Você provou este café em uma fazenda? O pessoal da fazenda sempre sabe mais que nós, pobres mortais da cidade grande.

    Espero ter ajudado 😉
    Abraços!

  3. Marlucia Freitas disse:

    Adoro café e as matérias que vcs colocaram,estão ótimas.O tempero c/ cafe na salada de abacate me surpreendeu,delicioso.
    voces postaram 2 xicrinhas em formato de coração,qdo irão nos presentear c/ estes mimos?
    Adorooooo o capuccino de voces…maravilhoso.bjos.

    • kellystein disse:

      Que bom que gosta Marlucia!!
      Fico feliz ao ver que você experimentou receitas salgadas que levam café como ingrediente e gostou!

      Sobre o envio de mimos… sempre temos concursos culturais que dão alguns prêmios bem bacanas para nossos leitores. Fique atenta para participar do próximo 😉
      Abraços,
      Kelly

  4. Regina Zaniratti disse:

    OI! Ganhei a cafeteira e estou amando. Já era viciada num bom café passado no coador de pano, mas agora estou adorando a praticidade e o aroma variado de cafés. Quero fazer o bolo de araruta, vou pesquisar se aqui em Porto Alegre se encontra mas fiquei com dúvida quanto ao fermento, não têm na receita. Como não sou cozinheira e nem mesmo doceira, fiquei pensando como o bolo irá crescer. Adoro as dicas e os cafés.
    Um grande abraço,
    Regina Zaniratti

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *