Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Você pode saber mais sobre isso em nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

CONTINUAR E FECHAR
Oferecido por

Os benefícios do preparo individual do café

Barista Hallyson Ramos explica quais as vantagens em preparar pequenas doses de café por vez.

Uma certeza nós temos: O café fresquinho, que acabou de ser feito (independente do método de preparo), tem outro sabor e aroma. Mas você sabia que aquela bebida pronta há horas pode até fazer mal? Pensando nisso, fomos descobrir os benefícios do preparo individual do café.

cafe-individualHallyson Ramos, do Centro de Preparação de Café do Museu do Café, recomenda preparar a bebida em quantidades pequenas. Mas qual é o problema do café “velho”? O barista explica: “A oxidação, que acontece naturalmente, faz com que ele perca sabor e aroma, o que altera o paladar”.

Após 20 minutos do preparo, o café já começa a oxidar. Dentro da garrafa térmica, esse processo é acelerado por conta da alta temperatura interna. De acordo com o especialista, o máximo de tempo recomendável de permanência da bebida por lá é de uma hora. “E, de preferência, não adoçado – uma vez que o açúcar se acumula no fundo e altera o sabor”.

Como fazer café em pequenas quantidades?

As cafeteiras italianas e as prensas francesas possuem tamanhos individuais. Para Ramos, os dois são alguns dos métodos de preparo mais procurados e práticos para ter em casa. As máquinas de café em cápsulas também são uma boa alternativa – já que preparam diferentes bebidas, sempre sob medida.
Seguindo as dicas acima, você evita o desperdício e garante sempre um café fresquinho e saboroso. Precisa dizer mais?

Por: Carolina Gasparini

Bebidas

Café Amaretto

Receitas

Brigadeiro Recheado com Creme de Avelã e Café

Receitas

Bolo Formigueiro com Glacê de Café

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *