Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Você pode saber mais sobre isso em nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

CONTINUAR E FECHAR
Oferecido por

Café do México

Apesar de ser um grande produtor, o consumo de café no México é baixo, favorecendo a exportação do grão.

Apesar de ser o sétimo maior produtor mundial de café, o México possui um dos consumos internos mais baixos em relação aos outros países (cerca de 700 gramas per capita). Provavelmente a falta de incentivo de consumo interno, carência da cultura do café e tabus não esclarecidos que “assombram” a bebida são os principais fatores que contribuem para o pouco consumo interno.

Mesmo com demanda interna baixa, o México precisa atender o sedento mercado externo e, por isso, 12 estados cultivam o grão: Chiapas, Veracruz, Puebla, Oaxaca, Guerrero, Hidalgo, San Luis Potosí, Nayarit, Colima, Jalisco, Querétaro e Tabasco. A colheita começa no mês de setembro e vai até março do ano seguinte. O país produz café sombreado, o que permite conservar o meio ambiente, protege a flora e a fauna local, além de conservar as nascentes de água. Naturalmente, esta técnica de cultivo resulta em uma paisagem linda da lavoura: as árvores e arbustos mesclam suas diversas cores com os diferentes tons de verde que brilham em suas viçosas folhas.

No final dos anos 80, muitos dos agricultores mexicanos decidiram plantar café orgânico e hoje os principais mercados desta produção especial são os Estados Unidos, Canadá e países da Europa.

A indústria do café atualmente é responsável por ser a maior geradora de empregos no meio rural do país. Por isso, notícias de quedas de vendas preocupam muito. Segundo o site da Cafeicultura – A revista do Agronegócio Café, as exportações do México caíram 17% nos primeiros três meses do ciclo 2010/11 em relação ao mesmo período da temporada 2009/10, somando 336,50 mil sacas. Autoridades locais têm esperanças de que a produção de café aumente durante a temporada 2010/11, passando de 4,2 para 4,4 milhões de sacas. Uma das possíveis razões desta queda se deve ao fato de que as cerejas estão amadurecendo mais tarde.

Alguns cafeicultores afirmaram que as estimativas oficiais para a atual produção do México são muito elevadas. Os países que tiveram o maior aumento dos embarques foram Honduras, República Dominicana e El Salvador, onde as exportações cresceram 149%, 51% e 49%, respectivamente. Em Honduras, as vendas mais do que dobraram, passando de 185,92 mil sacas para 462,17 mil sacas no acumulado de outubro a dezembro.

Curioso em conhecer outros produtores de café?
Explore nosso mapa e clique no país desejado para saber suas peculiariedades na produção de café.

[kml_flashembed publishmethod=”static” fversion=”8.0.0″ movie=”https://www.mexidodeideias.com.br/wp-content/uploads/2011/03/mapa.swf” width=”550″ height=”400″ targetclass=”flashmovie” scale=”noscale”]

Get Adobe Flash player Você precisa ter o flash player instalado.

[/kml_flashembed]

Harmonização com Café

Floresta Amazônica

Harmonização com Café

Cocada Cremosa

Receitas

Mousse de Café

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *