Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Você pode saber mais sobre isso em nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

CONTINUAR E FECHAR
Oferecido por

Museu das Xícaras

Museu das Xícaras, um espaço que guarda sentimentos e inúmeras histórias que acabam por nos envolver mesmo sem que a gente saiba quem são os protagonistas de cada uma delas.

Eu tenho certeza de que muita gente que gosta de café não sabe que em Natal (RN) existe o Museu das Xícaras. Pois é, o descobri recentemente ao visitar a fábrica de 3 Corações e pude conferir de perto um espaço que guarda sentimentos e inúmeras histórias que acabam por nos envolver mesmo sem que a gente saiba quem são os protagonistas de cada uma delas. E tudo isso, posso dizer que transformou-se em uma única história, dessas de amor. Um amor que agora contagia quem toma conhecimento do Museu seja a partir de uma visita ou desta informação.

História

Por volta de 1953, um jovem representante comercial que residia em Fortaleza, chamado Gildásio Lopes Leal, adquiriu o hábito de colecionar xícaras. Assim, passou a comprá-las em cada viagem. No escritório e também salão de jogos de sua casa ele arranjou um espaço para deixá-las expostas. Cada nova xícara era cuidadosamente  catalogada em uma velha máquina de escrever. Com o tempo, Gildásio ganhou o reforço da família: da esposa Elsa e dos filhos Gildásio Filho, Gilberto, Gilmar, Hercília e Gilson.

Os amigos também passaram a presenteá-lo. Algumas xícaras, ele chegou a comprar dos mesmos, mas, quando não havia negócio possível, as confiscava.

No ano de 1993, Gildásio faleceu e o hábito, que passou a ser um hobby familiar, parecia ter chegado ao fim. Na época, a coleção contabilizava 1.500 xícaras, mas com o ocorrido, transformou-se em um forte símbolo de tristeza e saudade. Mesmo assim, para a família Leal, a coleção deveria prosseguir com toda emoção, vivacidade e dinamismo, como fora consolidado o projeto. Em 1999 as xícaras foram doadas como um presente para a Santa Clara, empresa que possuía o perfil ideal para recebê-las e, como se não bastasse, já possuía uma história com a produção de café há alguns anos.

Quem visita o Museu das Xícaras respira histórias de pessoas que jamais pensou conhecer, mas uma vez no local, é como se pudesse reviver cada uma delas. Cada objeto conta um trecho da vida de colecionadores: as conquistas, aventuras. Histórias de empreendimentos, relacionamentos, locais, instituições.

O Museu, que começou com a doação de 1.500 xícaras pela família Leal, recentemente foi ampliado para comportar as 4.500 agora existentes. Porém, mesmo com a ampliação, já precisa de mais espaço, pois, como previsto pelos doadores, a Santa Clara daria continuidade ao projeto.

E isso acontece porque a empresa continua a receber doações de outros colecionadores, visitantes, consumidores, clientes e colaboradores apaixonados por xícaras ou pessoas que, de alguma forma, conheceram a história do Museu e passaram a contribuir com o hábito do jovem Gildásio que,  para registrar momentos, passou a colecionar o objeto.

Você pode ajudar a ampliar a história das xícaras. Ou seriam xícaras com histórias? Talvez xícaras que ajudam na construção e registro de histórias. Estas, que possuem um canto especial para serem guardadas e que podem se juntar a várias outras, dando continuidade ao hábito de um jovem e que tornou-se um hábito coletivo e colaborativo por uma simples questão de envolvimento e amor.

………………………………….

O Museu das Xícaras fica na fábrica de 3corações em Natal (RN):

Rodovia BR 101, KM 10,5 s/n Qd 04 e 05 – Lote 140
Bairro Nossa Senhora Apresentação
Natal – RN
CEP: 59.115-001

Você pode doar uma xícara e deixar a sua história fazer parte desse espaço.

Bebidas

Drink de Frutas Vermelhas com Café

Destaque

Como Fazer Pudim de Café

Bebidas

Drink com Café Especial | Café Limonada

28 respostas para “Museu das Xícaras”

  1. Arlete Correia Garci disse:

    Já visitei o museu e gostei muito. Parabéns!

  2. Carla Cristina Santo disse:

    Como faço para doar xicara para o museu?

    • Carla Coutinho disse:

      Carla, te explicarei hoje ainda, prometo. Vou doar a minha também. Aliás, a equipe doará. Vamos fazer parte de todas essas hitórias.

  3. Alcide Gois Vieira disse:

    Ao procurar uma receita de café ,me deparei com a estória bonita do jovem colecionador.E da idé]ia

    de fundar o museu da xícara.

    Parabéns.

    • Carla Coutinho disse:

      Ei, Alcide. Não tem nenhuma foto de xícara ou caneca para compartilhar com a gente? Adoraríamos publicar a sua foto aqui no Mexido de Ideias. Queremos juntar imagens desses objetos de várias pessoas e, quem saber, criar um museu virtual. E aí, nos ajuda nessa?
      🙂

  4. […] resolvemos fazer uma campanha bacana. Vocês já puderam conferir num outro texto que publiquei aqui no Mexido de Ideas um pouco sobre a História do Museu das Xícaras, sediado em Natal (RN). […]

  5. Jose Paulino Soares disse:

    Também sou colecionador, muito bom saber que existem outras pessoas que se interessam por xolecionar xícaras.
    Quem quiser entrar no meu site é só ir no google e digitar COLEÇÃO DE XICARAS JOSE PAULINO SOARES

  6. Salete Souza disse:

    Nossa! Que legal, achei que só eu colecionava xícaras!! Adoraria conhecer este museu…Quem sabe um dia!! Postei umas fotos da minha coleção, mas ainda não foram publicadas…snif..Tomara que publiquem…Gostaria de doar uma xícara e fazer parte desta história, gostaria tb de "trocar" xícaras com outros colecioanadores …Quem se habilita??? Bjs a todos!!

  7. Renata disse:

    Que legal essa ideia de museu virtual. Adoro xícaras, todas as que tenho são especiais, porém 2 delas gostaria muito de compartilhar. Como faço? Abraços, Renata

  8. jussara disse:

    Adorei a idéia de compartilhar nossas melhores histórias,sou colecionadora de xicrinhas de cafezinho e sempre temos a nossa preferida…ou por ter sido de uma pessoa q tinha muito apreço pela xicrinha,quero participar e mostrar a minha preferida,como faço para postar uma foto e participar???? Parabéns sucesso!

  9. Abel Marcos disse:

    Parabéns pela coleção.
    Quero conhecer o museu.
    Abs
    Abel Marcos

  10. Jussara Fortes disse:

    Parabéns!! Adorei ver a minhas xicrinha expostas e dando mais apoio aos colecionadores,obrigado pelo espaço…sucesso!!

    Jussara Fortes

    Att

    • Mexido de Ideias disse:

      Olá, Jussara.
      Imagine, obrigado você por compartilhar esta história tão bacana com o Mexido.
      Que sua coleção cresça mais e mais.
      Abraços, volte sempre.

  11. jussara disse:

    Obrigada!! e espero que através deste espaço consiga mais umas xicrinhas e que as pessoas que tenham em casa entre em contato ,muitas vezes não querem mais ou gostariam de doar para pessoas que saibam cuidar (eu) claro kkkk,abração .Parabéns pela minha história ter sido publicada adorei,sucesso ao "Mexido de Ideias"

  12. jussara disse:

    Olá amigos(as)!!!!!!!
    Vc q curte desta maravilhosa página,alguém aí tem xicrinhas de cafezinho pra trocar se manifeste ok

    • Elizabety Escovar disse:

      Ola Jussara!

      Tenho duas xicaras de cafe que estou querendo doar!
      Eh fabricada pela Rosenthal (Germany), studio linie. Eh porcelana branca, com flores salientes.
      Nao tenho os pires. Vc tem interesse?
      Meu email: coramore@hotmail.com
      Abs, Elizabety

      • jussara fortes disse:

        Querida Elizabety Escovar! vc falou q tem duas xícaras,eu aceito de coração bjus ,se vc tiver face me adiciona quero ser tua amiga ,bjus

        Jussara fortes

  13. jussara fortes disse:

    Adorei conhecer este blog,pois através deste,recebi mais umas xicrinhas para aumentar minha coleção ,vim agradecer pelas mais ricas formosuras que uma pessoa muito gentil que se chama Elizabety Escovar me presenteou!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *