Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Você pode saber mais sobre isso em nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

CONTINUAR E FECHAR
Oferecido por

Bom dia

Confira esta crônica inspirada pelo café.

Amanheceu.

Ainda na cama, o quarto escuro, mal consigo abrir os olhos. Imagino que outras pessoas estejam na mesma situação e queiram aproveitar apenas cinco minutinhos a mais debaixo da coberta. Outras, provavelmente, levantaram de supetão, ao toque do despertador. Penso ainda em quem já está de pé há horas, aqueles que levantam no amanhecer ainda escuro, por volta das 4h da matina, quando ouvem o galo cantar. Não importa, para todos, é um novo dia. Hora de tomar coragem e encarar o que vem pela frente.

Levanto e, com passos preguiçosos, vou até o banheiro lavar o rosto. Olho no espelho e começo a conversar com meu reflexo sobre todas as coisas que preciso fazer durante o dia. Morar sozinha tem dessas coisas, na falta de alguém pra conversar, o espelho torna-se o melhor amigo. Mal saí da cama e a cabeça já à mil. Percebo que as muitas tarefas se alternam entre responsabilidades no trabalho e o dia a dia em casa. Olho no relógio: estou atrasada.

Correria.

Vou pro banho, mudo a roupa ao mesmo tempo em que faço uma lista mentalmente. Consigo ver em verde um ou outro visto do tipo ‘check’ em cada tópico e inúmeros outros em vermelho. É preciso tirar a roupa de cama e banho e colocar pra lavar, dar comida e trocar a água dos gatos, três, diga-se de passagem. Limpar a areia, colocar a casa em ordem, tudo em tempo recorde. Ao mesmo tempo, penso que ao chegar na agência preciso organizar ‘um mundo’ de informações.

Um café. Preciso de um café.

Coloco a água pra ferver, preparo o filtro de papel na garrafa térmica, acrescento bastante pó de café e aguardo – é, não tenho cafeteira, faço no modo antigo e caseiro mesmo. Enquanto isso, converso com os filhotes que passarão o resto do dia à minha espera.

Com a água ainda borbulhando na leiteira, despejo-a sobre o pó. O cheiro invade a cozinha e manifesto o meu primeiro sorriso do dia. Sirvo uma xícara e sento à mesa. Olhando a fumaça, me lembro de todas aquelas pessoas em quem pensei pela manhã: o rapaz que levantou atrasado ao toque do despertador, o trabalhador que já estava de pé no amanhecer ainda escuro, nos que, como eu, só queriam um tempinho a mais na cama. Todos devem estar fazendo o mesmo que eu nesse momento, penso. Tomo um gole de café e volto a sorrir sozinha.

Agora sim, acordei. Bom dia.

Receitas com Café

Waffle de Café Pimpinela e Chocolate

Receitas

Bolo de Café com Crocante de Pé de Moleque

Receitas com Café

Café com Chocolate Quente e Marshmallow

6 respostas para “Bom dia”

  1. […] This post was mentioned on Twitter by DaniMart. DaniMart said: e a @carlacoutinho fez eu acordar com ela e ainda beber uma xícara de café: http://bit.ly/cvABS0 adorei! […]

  2. Mª Isabel Marti disse:

    Realmente o café tem o seu lugar como descreve o texto. Adorei. Ao lê-lo, independente da hora nos remete ao nosso dia à dia ou a nostalgia.

  3. Jane Castelo disse:

    Que reflexão legal, é diferente ver nosso dia-a-dia relatado em texo. O café realmente tem seu lugar especial em nossas manhãs! 🙂

    • Carla Coutinho disse:

      Ei, Jane. Que bom que você está gostando. Volte sempre, tome um café com a gente e compartilhe também, tá? Conte-nos sobre sua relação com o café, comente sempre. Obrigada pela visita. Fico feliz por se identificar. Acho que o café traz isso pra nossas vidas. De alguma forma. Beijo 🙂

  4. Patrícia Nass disse:

    Ei jane! Passe sempre por aqui! Ficou bem bacana, né? Nossa Empresa toda em um só lugar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *